terça-feira, 13 de março de 2012

310 - Meu deserto sem fim


Não sei se posso aguentar
Parece não dar para mim; não sei
Dor e sombras no olhar
O lembrar, o passado, o real; amor

O deserto cobriu o meu ser, me enterrou
Jogou-me no abismo ilusão
No altar o silencio reinou, me afastei
Mas deixei neste o meu coração

Meu céu, meu orar
meus princípios, meu fim
Hoje estão tão distantes de mim

Meu reino, minha luz,
minha pureza, enfim
Sigo num deserto onde,
eu sei, não vai ter fim


*Letra musical cifrada - Adrian Mcoy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog