terça-feira, 6 de março de 2012

299 - O papel do idiota


Você me mostrou a luz
e assim você fugiu
Me fez acreditar
e então você sumiu; você partiu

Você me estendeu a mão
e me fazendo louco te beijei
As margens de um réveillon;
perdidamente me apaixonei

Porque será que eu tive de lhe beijar?
Talvez fosse o ganhar;
a vitória em lhe conquistar 

Porque começar se tão logo tudo acabou
Eu não quis lhe provar
e então você não gostou?

Trinta dias, dois amantes, uma rota
Eu encenando o papel do idiota
Desconhecia o fluir da tua conduta
Garota tola, fria, louca, prostituta


*Letra musical cifrada - Adrian Mcoy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog