sexta-feira, 2 de março de 2012

290 - A última madrugada

Pessoas estão querendo só chorar e sumir
Pessoas estão com medo de se iludir
O mundo vive e morre e renasce em dor
A humanidade se esqueceu do amor

A cada momento eu vejo o tolo errar
E o dedo hipocrisia ainda vem lhe apontar
Senhor covardia para de olhar pro céu
Talvez ele não seja assim tão doce quanto o mel

Ame sempre porque a vida acaba
E talvez de madrugada seja o fim
Ame sempre, pois vamos embora
Esta na hora de pensar um pouco assim



*Letra musical cifrada - Adrian Mcoy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog