quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

267 - Natal: Um recomeço


O natal não é hipócrita! O natal é amor!
Natal não significa, ou racionalmente não deve significar, que todos se amam e então festejarão juntos por algumas horas; significa que todos participarão de uma tentativa de reunião, um recomeço!

Os natalinos assim participarão daquilo que é como uma projeção literária na vida, onde um capitulo se encerra e um novo se inicia. Logo, os erros, desacordos, ofensas, brigas, e lágrimas do capitulo anterior poderão assim serem corrigidos pelo autor da respectiva vida, basta que esse se permita e não fique tachando tudo de falsidade e hipocrisia, deturpando assim a possiblidade do renovo que a séculos encanta a milhões. 

Um natal pode conter falsidades e fingimentos, mas automaticamente trarás alegrias e comunhão. Se acaso não existisse, essas alegrias e comunhão também nunca o haveriam e por isso, já que o ser humano é um ser falho, relações pessoais de suma importância jamais seriam restauradas. Não obstante, natal, em seu significante espiritual, é o nascimento Daquele que entregou sua vida pela humanidade, o que lhe garante o crédito acerca de seu simbolismo encantador e imutável. 
Agora, pois, mesmo que eu, você, ou qualquer um estejamos em guerra...
Feliz natal, pois sempre é tempo de recomeçar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog