sexta-feira, 7 de outubro de 2011

218 - Quando a escuridão da noite chegar

Estou aqui! E dói demais
Estar sem vc! E sei q jamais
Talvez vou te ver; e isto corrói
E isto me mata, e isto me dói!

Um sol de verão brilha no céu
Teu corpo molhado, teus olhos de mel
Fervendo a paixão, querendo me amar
Quando a escuridão da noite chegar

Quando a escuridão da noite chegar
Eu quero te amar, te beijar, te abraçar
Eu quero provar dos teus lábios de mel
Me leve daqui direto para o céu

Flor de jasmim, luar de um sertão
Doces lembranças a imaginação
As luzes da aurora em teu lindo olhar
Um dia perfeito pra eu me apaixonar

Teu corpo nu, bronzeado de amor
Teu cheiro, teus olhos, tão doce sabor
Eu quero invadir e dormir em você
Eu quero ouvir o teu corpo gemer

Fervendo a paixão, querendo me amar
Quando a escuridão da noite chegar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog