quinta-feira, 6 de outubro de 2011

216 - 1000 promessas

Vou mentir, vou fingir,
vou fluir no compasso da tua voraz armação
Vou chorar, vou brigar,
vou mostrar que tu moras dentro do meu coração

Vou enganar, vou tomar,
vou roubar os sorrisos que tu tirastes de mim
Este engano, eu amo, te clamo:
Caminhes comigo pra perto do fim

Vou te empurrar...
Para o fundo do mundo, pra escuridão

Vos cessar...
Teu dia, a magia da tua estação

Vou sorrir...
Por minha criança vingança cumprida afinal

Vou dormir...
Aliviado, vingado, chorando o meu mal

Foram mais de mil promessas de amor
Você me iludiu me encerrando nesta dor
Foram mais de mil promessas de paixão
Agora eu me vinguei, eu roubei teu coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog