domingo, 8 de maio de 2011

152 - Tudo em minha vida (Flores Mortas no Jardim)



Meu Pai! Meu Senhor!
Amado Deus Consolador
Olhai para o meu mundo,
pois nele reside uma paixão!
Miserável homem fui eu!
Despenquei em minha solidão
Agora, o meu olhar se entristeceu!
Feriu-se assim meu coração!

Meu coração, meu Deus!
Ó, Papai! Ó, amigo
Meu coração já teme tal perigo!
Perigo! Perigo! 
Esta paixão virou magia
Ela é o meu refúgio!
É a minha idolatria!

Uma magia me domou? Um feitiço me envolveu?
Um cupido me flechou? O universo estremeceu?
Não sei! Mas de uma coisa eu nunca deixarei
Nunca irei deixá-lo! Meu Pai... Querido Rei!

Vem em meu socorro
Ó! Meu Escudeiro! Livrai-me da magia
Pois ela provém da escuridão!
Livra-me do poder do feiticeiro
Ó! Meu Escudeiro! Estou em Tuas Mãos!

Em tuas mãos quero viver! E por Ti me apaixonar
Em tuas mãos aprenderei... A maneira de se amar!

Põe saúde em meu sentimento
Que ao guiar dos ventos... Eu encontre alguma luz
Esclarece, pois, o meu entendimento
Pois creio no momento...
Não aguentar com esta cruz!

Entre a fé e a paixão! Não! Vejo-me perdido
Quem ouvirá os clamores deste insano enlouquecido?
Ó, meu Deus! Como é forte a carne em mim
São como flores no jardim de minha imaginação
Bruta e intensa! Covarde tentação!

A canção que há tempos tocava pelos corredores da igreja
Perdeu-se na peleja contra o furor do passar dos anos
Mas eu me lembro do quão sincero eu cantava
Enquanto ela ainda não estava...
Tão princesa em meus planos.

Enquanto amamos a visão é turva e abstrata
Mas que pessoa ingrata sou eu neste agir
Ensina-me a amar-te a cada dia mais
Que eu encontre a paz e torne a sorrir!

Quem em Teu fluir Tu me conduzas!
Na entrada e na saída
Que eu viva na certeza...
De que es tudo em minha vida.


*Poema integrante do livro "Flores Mortas no Jardim" - Adrian Mcoy


Um comentário:

  1. Muito perfeito...
    Seus poemas possuem um sentimento único, que chega a ser palpável, que se torna sólido através de cada sílaba de cada palavra...
    Maravilhoso. Nao tem palavra melhor para descrever!

    ResponderExcluir

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog