terça-feira, 3 de maio de 2011

126 - Escravos do desejo (A bruxa de Nevada)


Aquela sensação anestésica e única do vinho, aquele fervor embriagante, o corpo seminu, e agora, aquele intenso calor de sauna junto ao silêncio da madrugada, e o fato iminente de ser o último dia daquela segunda temporada do romance dos dois... Tudo estava a favor do amor daqueles jovens.

- Acho que devemos sair! - ela ,assim que entrou, ao notar que certamente não resistiria a “nada” diante aquele clima e seu estado.

- Não! - falou prontamente, empurrando-a pelos ombros até as paredes humedecidas, colando-se a ela, encarando-a e pressionando-a contra a parede. O local estava escuro, poucas luzes lá nos fundos próximas às banheiras os iluminavam. Ele continuou num tom de voz baixo e sedutor:

- Não fale assim, doce em minha vida! Por favor, não fale assim! Este é o nosso último dia juntos! Só depois de meses nos veremos novamente! Já que eu ficarei tanto tempo longe da alegria de minha vida, ao menos não me abstenha dela enquanto ainda a tenho! Não fuja de mim! - abraçou-a bem forte, dizendo aos seus ouvidos - Não fuja!

Ela se derretia de desejos enquanto suas mãos deslizavam sobre a parede. Seu corpo fervia por dentro segundo sua paixão, e já começava a ferver por fora segundo o calor do local. Seus reflexos alterados, seu corpo fragilizado... Tudo era ainda mais intenso! Os toques dele pareciam penetrar todo o seu intimo! Suas belas palavras pareciam uma canção que tocava vagarosamente, que se misturavam as românticas músicas que vinham ali de perto. Ela era dona de um corpo escultural! A textura de sua pele exalava o calor único das garotas de Nevada! As belas curvas lácteas sobre seu colar enlouquecia os instintos masculinos no garoto. Ela sentia isso... Ela sentia!

- És um covarde! - seguindo o tom dele - Como achas que eu poderia resistir a este pedido segundo a nossa situação?

Seu corpo divino agora adulterava sua essência doce e angelical! As gotas de calor formadas pela temperatura local deslizavam-se pelo seu corpo de tom claro, curvando-se loucamente sobre seus seios, espremendo-se entre eles e o diamante. Seus olhos agora continham a sedução, resultando num aspecto que nunca antes ele imaginava ver.

- Não resista minha amada! Teus princípios podem lhe prender, mas o desejo em teu íntimo clama o contrário. Ao menos por esta noite permita-se a ousadia! Esqueça sua razão! Esqueça o tempo! Não existe o mundo! Existe apenas eu e você! Todos faleceram e em breve morreremos também! Interprete este teatro! Viva este sonho! Seja minha... Totalmente minha!

Seguiram num intenso beijo, passando dos lábios dela para o pescoço, quando ela já fechava os olhos de prazer. De repente, esquivou-se, e saiu em passos ligeiros para longe da porta do local, sentando-se no chão em meio à sauna, nos confortáveis pisos de madeira.

- Não! Tenha misericórdia de mim, garoto! Eu quero sair!

Ele sorriu e se apressou até a mesma. Como ela estava sentada, ajoelhou-se frente a ela.

- Se querias sair porque saiu de lá das proximidades da porta e veio até aqui? - colocou as mãos em seu rosto - Você não quer sair!

Não que Jackson tivesse a pressionado com suas mãos, mas assim que ele as colocou sobre seu rosto, ela foi se deitando, num olhar sério, fixo em seus olhos, transbordando em desejo. Seu corpo fervia!

- Estou vendo que tudo isso realmente tinha de acontecer, para me provar o poder que o desejo tem sobre nós. Para que assim eu não escrevesse tolices em minha tese! - já num olhar de fêmea enlouquecida.
Ele se deitou sobre aquelas chamas vivas, agora ambos suando, embriagados. Ele perguntou numa voz trêmula:

- E qual a tua conclusão diante a isso tudo?

Ela se acomodou, entrelaçando as pernas em suas costas.

- O que eu concluo é exatamente aquilo que é o tema de minha tese! - ofegou-se com um aperto em seus jardins - Nós somos... - e terminou, ofegante, suando, abraçando-o fortemente - Escravos do desejo!



*Fragmento do Cap.32 do livro "A Bruxa de Nevada" - Adrian Mcoy




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog