domingo, 1 de maio de 2011

121 - Saudades de um romance (A bruxa de Nevada)



“Primeira de Michelly Princeton, para...
Thomas Jackson
O amado de minha alma!



Lembranças ultrajantes criaram-me incessantemente fogosas esperanças realísticas!
Michelly, dos Princetons! Portadora dos segredos do desconhecido, para o sedutor de Red Bluff, agora charmoso varão de Mill Valley.
A primeira vez em que te vi um frio tomou a minha alma ao mesmo tempo em que um calor invadiu meu coração. Um misto contrário de sentimentos trouxe-me ali a certeza de que tu serias um marco em minha vida, pois do contrário, não penses tu que ao menos lhe daria atenção.
Aparecestes bem no exato momento eu que eu cantava a canção que mais amo cantar! A canção em que a minha voz mais se encaixa!

Eis me aqui, no belíssimo vale de Holycross! As flores me acompanham, há um forte e doce perfume pelo ar! O dia está absolutamente maravilhoso! O gigantesco sol está quentíssimo, mas eu me encontro nas sombras de uma bela árvore com meu pequeno caderno sobre o gramado, escrevendo esta. Posso ouvir lá, não tão distante, as águas das cachoeiras formando o riacho que atravessa a tenebrosa floresta de Hariarkabols, e desagua no mar do esquecimento. Local que eu desejei por demais estar contigo... E ainda desejo!
Quem me tomará nos braços como tu me tomaste? Quem me olhará nos olhos como tu me olhaste? Quem me presenteará com um fruto, dizendo-se apaixonado? Quem será meu companheiro? Quem será meu namorado?

Eis que namoramos! Eu nem me acredito!
Eu, que sou conhecida de todos no que tange a abstinência dos prazeres da carne! Que nunca antes namorei, estou agora enamorada de um sedutor que conheci a pouquíssimo tempo.
Bem havia me revelado o sábio Mestre Kim-Sam um pouco antes de eu partir para as férias e conhecer-te:

- Eis que um varão entrará em tua vida! contigo Ele não se parecerá absolutamente nada, mas desde já seus corações pertencem um ao outro.

Ora! Fostes o único que me chamou a atenção e ainda me fez sentir aquele misto sentimento. Certamente és tu!
Se sentes saudades, saiba que também venho sentindo! Estou crendo que não preciso conter este sentimento... Vou deixar este amor acontecer!
Esta é uma palavra digna de toda aceitação, provinda de meus próprios punhos, Michelly, dos Princetons.
Fique em paz meu amado e estime as nossas saudades.”


*Carta de Michelly Princeton - Fragmento do Cap.18 do livro "A bruxa de Nevada" - Adrian Mcoy



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog