terça-feira, 26 de abril de 2011

114 - A prova da existência divina (BlackBulls)





* Livro:
Black Bulls: O auge da popularidade - Adrian Mcoy
Fragmento do Cap.32



           - Tudo o que vocês cristãos acreditam está baseado na tal “Bíblia Sagrada”! Mas como é que vocês podem acreditar que este livro é a Verdade Absoluta? Com qual fundamento? – e um terrível assombro viera sobre a pobre menina! Ela não fazia a mínima idéia de como responder aquilo - Não sabe o que dizer não é! Onde está a sua convicção? Onde está o seu SENHOR?
            Uma imensa vontade de sair correndo ocorreu-a, quando uma resposta veio de não muito distante:
            - Ele está no meio de nós!
            Todos se assombraram!
            A lenda vinha chegando... Simon Klinkerfuss!
            Veio sorrindo por detrás das árvores. Havia chegado a tempo de ouvir um pouco da conversa, principalmente a pergunta cabulosa de John. Chegou no momento exato!
            - Veja que legal John! - começou Simon - Está pergunta era a mesma que eu sempre fazia!
            - Você também se perguntava isso?
            - Sim!
            - Então como você pode acreditar nessa ladainha sabendo disso Simon?
            Ele estava indignado enquanto a lenda ria ainda mais vendo sua reação:
            - Bom! Assim como Jack Estripador, vamos por partes!
            - WOOOOOOOOOOOOOOOONNNNNNNNNNN! - De repente Bruno deu um berro, caindo na gargalhada - Vamos por partes! - e ria - Esse cara é dos nossos meu!
            Para segui-lo na brincadeira, Simon respondeu:
            - Claro Justino! - a forma como Bruno era chamado pelos veteranos, no ano anterior - Assim como vocês, eu sou um Blackbulls! A única diferença é que eu já terminei a escola!
            - Ahhh, Simon! Não me chama de Justino não cara! Que mancada!
            Pietro e Philip iam azucrinando ao garoto!
            - Agora não é mais Justino, Simon! Agora é tigrinho! Olha que bonitinho! - todos riram do que Pietro falara.
            E assim que soube o porquê daquilo e parou de rir, Simon assumiu uma postura séria e firme; continuando:
            - Vou tentar ser breve! Sua pergunta é porque a Bíblia é a Verdade Absoluta. Então... Vamos à resposta! - tirou do bolso a pequena Bíblia que sempre carregava -
           - Vocês sabiam que algumas culturas antigas, anteriores aos tempos de Cristo, acreditavam que este planeta era sustentado pelas trombas de quatro elefantes gigantescos! - pausou - O homem só descobriu que a Terra não é sustentada por nada por volta do século dezesseis depois de Cristo! Mas agora... Pasmem! - folheou - Ouçam o que está escrito aqui num dos livros da Bíblia, em Jó, capitulo vinte e seis, versículo sete:

           “O norte estende sobre o vazio; suspende a terra sobre o nada.”

           - Olha! Perceberam? - olhou ao redor enquanto todos faziam cara de nuvem - Em Jó está escrito que Deus suspende a Terra sobre o “nada”! Ou seja! Ele está dizendo que a Terra está sobre o vazio! Mas espera ai! Ele acabou então de afirmar que a Terra está sobre o vácuo espacial! Como? - ................................................................? - Como ele pode ter falado esse absurdo se não havia foguete, navio, telescópio, e nem nada naquela época? Naquela época a ciência era tão ignorante que alguns acreditavam até no absurdo destes elefantes gigantes! E pasmem de novo! A época em que Jó foi escrito se refere a, nada mais, nada menos, que dois mil anos antes de Cristo! Há cerca de quatro mil anos atrás! ..........................? Como ele sabia disso? - uma nuvem de espanto encobriu a todos por ali - E se vocês duvidam, podem pesquisar estes dados, a data em que foi escrito o livro de Jó, a história do elefante! É exatamente isso!
            Era exatamente o que Pietro ia perguntar, quando imediatamente calou a boca com a resposta, sendo que a pergunta nem havia sido feita... Ele congelou!
            - Isto já é uma prova se vocês pararem para refletir! Mas... Eu tenho mais uma prova para reforçar ainda mais esta Verdade! - folheou novamente - Ouçam o que está escrito também em Jó, no capitulo seguinte, o capitulo vinte e oito, versículo vinte e cinco:

           “Quando deu peso ao vento e tomou as medidas das águas.”

           - Meu Deus! - exclamou como se nunca tivesse lido aquilo - Como alguém daquela época pôde falar uma coisa dessas? Notaram? Ele disse: Deu peso ao vento! - apalpou o ar - Desde quando alguém daquela época podia ousar imaginar que o ar tinha peso? Muitos ainda não sabem disso nos tempos de hoje! Você também não sabia Bruno! - brincou.

           - Não sabia mesmo! - respondeu ele - Naquela época já existia o ar?
            Palhaço!
            Assim que Pietro e Philip terminavam de estapear o amigo, Simon retornava as explicações:
            - A questão do peso do ar tem um nome! Densidade do ar! E pasmem de novo! Isso só foi comprovado por Galileu Galilei em mil seiscentos e quatorze depois de Cristo! Mais de três mil anos depois! - a nuvem de espanto que encobria aquele local se tornava ainda mais escura, quando ele continuou, estourando a boca do balão - Já dei duas provas que este livro... - levantou a Bíblia - Contém evidências sobrenaturais, as quais somente alguém que sempre soube de tudo poderia ter revelado... Deus, logicamente! - olhou para todos, que estavam abismados - Mas existe ainda mais uma prova! - seguiu folheando, enquanto Bruno levava as mãos à cabeça, totalmente impressionado com o que ouvia - Ouçam o que está escrito, agora no livro de Isaías, capitulo quarenta, versículo vinte e dois:

           “Ele é o que está assentado sobre o globo da Terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos.”

           E de uma hora para outra já parecia que não era nem Simon quem estava falando, tamanha era a autoridade em sua voz:
            - Como é que o profeta Isaías pôde ter ousado dizer que Deus está assentado sobre o globo da Terra? Como isso? Como isso aconteceu se só descobriram que a Terra é um globo por volta de mil e quinhentos depois de Cristo? Sendo que Isaías foi escrito no ano setecentos antes de Cristo! Dois mil e setecentos anos atrás! - ............................! - Sendo que, até então, se pensava que a Terra era plana, e muitos temiam navegar para longe, com medo de caírem no abismo onde a Terra supostamente terminaria! - pausou - Então, me respondam! Como Isaías escreveu que a terra é redonda?
            Só faltou chover de tamanha nuvem de espanto que se formara! Ninguém ali conseguia dizer absolutamente nada! O livro de Deus havia sido comprovado!
            Deus existe!
            ...................................................................!
            - Eles escreveram isso tudo porque foram inspirados por Deus! Logo! Toda a Bíblia é inspirada por Ele! É um ultraje pensar que o Todo-Poderoso Criador do Universo, permitiria que o seu livro fosse uma farsa! - voltou a por a Bíblia no bolso, terminando - Sendo a Bíblia a verdade absoluta; intacta em seu conteúdo há milênios; podemos analisar um pouco mais e concluirmos então que Jesus Cristo existiu, existe, e para sempre existirá! Ele é o Caminho, a Verdade, e a Vida!
            Nem mesmo Bruno conseguia dizer uma só palavra! Estava travado! Pietro e Philip não estavam muito diferentes. John percebeu que alguém finalmente havia calado a sua boca! Mesmo querendo dizer pelo menos alguma besteira para não ficar por baixo, ele não conseguira! Alguma coisa parecia travá-lo!
            Simon notou a situação! Conhecia bem aquele clima, e por isso, logo foi tratando de se voltar a prima para saírem daquele lugar, quando ele encerrou a conversa, dizendo:
            - Nós nos veremos novamente! - disse para todos - E você John! Leia esta carta com atenção! Muita atenção! - pausou - E não se esqueça que todos nós um dia morremos, um dia nós acabamos! Eu me acabo, este mundo acaba! Você também acaba! Mas...
            E terminou, dizendo:
            - O Amor jamais acaba!






Clique em "Gostei" se isto te agradou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog