segunda-feira, 25 de abril de 2011

113 - Beijos molhados (BlackBulls)


Os beijos molhados no pescoço acompanhavam a doce batida da melodia que contornava a perfumada escuridão entre o iluminar de velas. A magia formada no local já ia se firmando como um marco eternizado nas lembranças daqueles dois, enquanto as águas caiam sussurrando no riacho por além das cortinas, abafadas pela canção que continuava em compassos românticos. A essência do perfume que envolvia o corpo do garoto e todo aquele local já provocava ligeiros delírios na delicada jovem, e o frio que dantes a incomodava já havia sido esquecido diante ao calor que cada vez mais se intensificava. Diante ao elevar da melosa canção, da frívola iluminação que as velas ali projetavam, da paixão expressa sobre beijos em seu pescoço, e do fogo despertado por aquela doce essência, ela não mais resistiu... Relaxou o corpo, e se entregou!
...


*Fragmento do Cap.25 de "BlackBulls" - Adrian Mcoy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog