quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

85 - O amor de minha vida


Já tive um demónio em mim
E eu nem cheguei a percebe-lo
Já tive medo de viver um "fim"
Já tive dor de cotovelo

Já caminhei sozinho pela alvorada da manhã
Já cheguei a transpirar ao sol do meio dia
Já cheguei a encontrar numa maça
Uma razão para minha alegria

Já fiquei desesperado com a morte...
E também com a dor!
Em caixões de amigos já joguei a minha flor

Já vivi a dor!
Já vivi uma agonia!
Já vivi uma ferida!
Apenas não vivi...

Com o amor de minha vida.

Um comentário:

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog