sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

051 - Chocolate aerado (Flores Mortas no Jardim)



Em uma pequena loja eu te vi novamente
Encarei o mel do teu olhar! Tão lindo! Tão envolvente!
Um anjo alado! Comprando um chocolate aerado...
Para experimentar

Tua mãe apareceu e eu me assustei
Meu mundo escureceu e veio a parar
Quase perdi o que tanto eu esperei
A desejada chance de me declarar

Tu és a minha essência! Tu és a minha base
Digo com veemência a mais perfeita frase

Digo então:
Tu estarás eternamente em meu coração
Tu estarás eternamente em minha vida
Sempre serás minha inspiração
Cicatriz de uma ferida!
Minha eterna paixão

Bom que agora sabes de todo os meus segredos
Já não há anseios! Já não há mais medos
Agora jaz aqui um romântico aliviado
Um poeta, eternamente apaixonado.


*Poema integrante do livro "Flores Mortas no Jardim" - Adrian Mcoy


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique aqui e comente!

Pesquisar neste blog